Tribuna do Planalto

Desde 1986 Fundador e Diretor-Presidente Sebastião Barbosa da Silva tribunadoplanalto.com.br
Ano 29 - Nº 1.462 Go­i­â­nia, 14 a 20 de dezembro de 2014
 
Banner

comunidades

Hora de cada um cuidar do lixo

  • PDF

A6 Lixo1

As ruas de Goiânia ganharam um reforço, o Limpa Brasil Let´s do It passou por aqui com o propósito de mobilizar a população para a importância de manter a cidade limpa. Iniciado na semana passada, o projeto convidou o cidadão a participar da limpeza voluntária do espaço público. A finalidade foi alertar sobre os impactos negativos de se jogar resíduos nas vias públicas e também mostrar que não há dificuldades em cuidar do seu próprio lixo.
A Capital é a terceira cidade do País a receber o movimento, que já aconteceu no Rio de Janeiro e Brasília, e passará ainda este ano por Campinas, São Paulo e Belo Horizonte. A diretora executiva da Atitude Brasil, empresa responsável pela produção do projeto, Marta Rocha, o brasileiro, independente do nível escolar ou do status social, joga lixo no chão.
“Isso é cultural. A ideia é chamar a população de todo o País a limpar as ruas e tratá-las como o quintal de suas casas.”
Os pontos de coleta, chamados de Ecopontos, foram divididos pelos setores da Capital para que o morador  entreguasse o lixo para os coordenadores do projeto, em seu bairro.“Parte desse lixo será comercializada pelas cooperativas dos catadores, que são geralmente os lixos recicláveis. A outra parcela seguirá para o aterro.”
Cada saco cheio de materiais recicláveis entregue nos pontos de entrega deu direito a três ingressos para o show que acontece neste domingo, 28, do­mingo, às 17 horas, no Parque Flamboyant com os músicos Toni Garrido, Flávio Venturini, Marcelo Barra e a dupla Erich e Bruno. O show terá a dinâmica “do meu lixo cuido eu.”
Como o objetivo do Limpa Brasil Let’s Do It é a conscientização sobre o lixo, os artistas foram instruídos a continuar o show apenas se não houver lixo no chão. “O show é uma forma de agradecer e comemorar mobilizações tão grandiosas e educativas como esta”, afirma a coordenadora.
Muito mais do que uma campanha ambiental, Marta vê o projeto como valorização do trabalho dos catadores e a conscientização quanto à coleta seletiva. “Temos campanhas na TV com Chico Buarque e Marília Pêra que dizem serem catadores. Atitudes como estas rompem o preconceito. Aliás, Tião Santos, o catador que fez o documentário do Vik Muniz faz parte da equipe e é responsável pela logística nacional.”
A mobilização também discute questões sobre cidadania e respeito. Marta reitera que o que falta nas políticas públicas para as resoluções dos problemas do lixo é a educação.
Segundo ela, falta responsabilizar a sociedade como o que aconteceu no caso do cinto de segurança. “A multa ajudaria isso acontecer. De­vem-se criar leis que proíbam jogar lixo fora do lixo, a exemplos de outros países como Inglaterra e Ca­nadá”.
Marta reforça que a questão do Brasil não é fazer uma faxina rápida e limpar tudo em um único dia. É necessário educar e mudar o paradigma. Segundo ela, 40% dos resíduos gerados no País são potencialmente recicláveis. Apenas 1% é reciclado e gera 1,2 milhões de empregos para catadores brasileiros.
Em Goiânia, o projeto implantou um programa de coleta seletiva destinado às cooperativas de catadores e materiais recicláveis. Segundo a coordenadora, os números de voluntários só são contados depois da mobilização, mas já somaram 20 mil ajudantes entre Brasília e Rio de Janeiro. “Em Brasília, semana passada recolhemos 59 toneladas e no Rio de Janeiro em junho foram 17 tonelada.”

Pelo mundo
Idealizado pelo ambientalista Rainer Nõlvak, o movimento Let´s do it aconteceu pela primeira vez na Estônia, em 2008, e envolveu 50 mil voluntários, retirando 10 mil toneladas de lixo das praças, ruas e florestas em um período de apenas 5 horas. Depois disso, países como Portugal, Espanha, Li­tuânia e Índia também adotaram o projeto.
Nestas localidades, os organizadores do programa elegiam uma ou duas cidades para que, em um único dia, o maior número de voluntários possível fizesse a coleta de lixo e materiais recicláveis jogados em locais inadequados.
No Brasil, o projeto, que tem parceria com a Orga­ni­zação das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco),  será realizado a cada dois anos, nos próximos dez anos.

Anote

Confira pontos de entrega em Goiânia

* Escola Municipal Jesuína de Abreu, Rua Igarité, Qd. 65-A, n.º 50, Parque Amazônia

* Escola Municipal João Vieira da Paixão, Rua SB-14 c/ SB-5, Residencial Solar

* Escola Municipal Abrão Rassi, Rua C-11, n.º 50, Vila Canaã

* Escola Municipal Bárbara de Souza Morais, Av. Uruguaiana, n.º 42, Jardim Novo Mundo

* Confira a lista completa dos locais de coleta: www.limpabrasil.com/goiania

Banner
Voce esta aqui Comunidades Hora de cada um cuidar do lixo