Tribuna do Planalto

Desde 1986 Fundador e Diretor-Presidente Sebastião Barbosa da Silva tribunadoplanalto.com.br
Ano 29 - Nº 1.443 Go­i­â­nia, 03 a 9 de agosto de 2014
 
Banner
escola

Escola

“As duas chapas são a mesma coisa”

  • PDF

Leia mais...

As eleições para a diretoria do Sintego (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás) tem duas chapas na disputa. No entanto, o professor Antônio Gonçalves Rocha Júnior, integrante do Simsed (Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia) e do movimento Mobilização dos Professores de Goiás, afirma que as diferenças são de “personalismo, não de ideias”.
Segundo ele, as duas chapas que concorrem às eleições, no fundo, “são a mesma coisa”. O professor Rocha Júnior lembra que,  historicamente, o sindicato é ligado ao PT (Partido dos Trabalhadores) e, com isso, vem indicando cargos e candidatos políticos ao longo dos anos. “Foi assim que Neyde Apa­recida foi indicada ao cargo de secretária municipal de Educação”, acrescenta.
O professor afirma também que, “de uns tempos para cá, ocorreram disputas internas e uma suposta divisão na diretoria do sindicato”.
Para ele, a influência política nas eleições do sindicato é tão grande que, nos bastidores, especula-se que seja uma prévia da disputa eleitoral entre dois petistas: o deputado estadual Mauro Rubem e o vereador Tayrone Di Martino. “O primeiro apoia a candidata Bia de Lima (chapa 1), enquanto o segundo, Delson Vieira (chapa 2)”.

Sem representatividade
Na avaliação do professor, os interesses políticos dos petistas que integram a diretoria do Sintego influenciou até na greve dos profissionais da educação municipal no ano passado. “O sindicato ficou de fora do movimento, que foi todo organizado pelo Simsed. Eles preferiram ficar do lado do prefeito de Goiânia, que também é do PT”, acrescenta.
Na avaliação do professor, trata-se de um “jogo de cartas marcadas”, acrescenta o educador. Ele também questiona a seriedade do pleito eleitoral. “As urnas da última votação ficaram em uma escola de Senador Canedo por meses”, denuncia. “Com um processo assim, os trabalhadores continuam sem representatividade”, arremata.

 

 

Mais espaço, mais cursos

  • PDF

Leia mais...A partir desta segunda, 19, estará aberta à comunidade a mais nova unidade do Sesc Goiás, que fica na Rua 15, esquina com a Rua 19, Centro.

Ampliado, o Centro de Atividades Antônio Oliveira Santos oferecerá serviços nas áreas de saúde, cultura, lazer e assistência odontológica aos usuários e à população.  
A grande novidade das novas instalações é o Teatro Sesc Centro, com capacidade para 209 lugares, que terá programação cultural com diversas apresentações de teatro, dança e música durante o ano.
Outros serviços prestados são da área de saúde, com o atendimento de clínica odontológica e a prática de atividades físicas. A academia irá oferecer aulas de musculação, pilates, yoga, ergometria, lutas, cycling indoor e ginástica funcional.
Serão oferecidas ainda oficinas de dança, circo e música e os cursos técnicos serão ampliados. De acordo com o presidente da Federação do Comércio e dos conselhos regionais do Sesc, José Evaristo dos Santos, o novo espaço é mais adequado às novas tecnologias e será referência não só na região central da cidade, mas em toda a comunidade goiana.
Ao todo, a capacidade de atendimento do novo centro de atividades será de 1.500 pessoas por dia, de segunda a domingo, das 6 às 22 horas. Isso significa um aumento de 54% em relação à antiga sede, construída ao lado.


Cinema

 

Seleção de curtas

O Instituto de Cultura e Meio Ambiente (Icumam) está com inscrições abertas até o dia 31 de julho para produções de 2013 e 2014 com até 25 minutos de duração. Para concorrer, as obras devem ser em formato de 35mm e digital nos gêneros de ficção, documentário, experimental e animação. Os filmes selecionados serão exibidos durante a 14ª Goiânia Mostra Curtas, que será realizada entre os dias 7 e 12 de outubro no Teatro Goiânia. Informações no www.goianiamostracurtas.com.br.

 

 

 

Reflexão política

  • PDF

Leia mais...

 

Com a conferência intitulada “A Decadência, a Desilusão e o Esquecimento da Po­lí­tica”, o jornalista e escritor Fer­nando Gabeira chega à Goiânia para palestrar no “Café de Ideias” nesta segunda, 19, no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON).
O evento promete abordar o declínio do homem e da coisa pública, a decadência dos processos de representação, além do fortalecimento do individualismo e as novas formas de se fazer política. O modelo do “Café de Ideias” é de palestra seguida de debate entre os presentes.
Gabeira é conhecido por sua atuação política pelo Partido Verde (pv), do qual é membro-fundador e foi deputado federal pelo Rio de Janeiro.
Comentarista da Rádio CBN e apresentador no canal Globo News, ele defende posições ainda polêmicas, como a profissionalização da prostituição, o casamento homossexual e descriminalização da maconha.
Para Gabeira, os políticos têm se tornado representantes indesejados e o Estado está enfraquecido e sem radares apropriados para compreender os novos arranjos e modos de vida pós-modernos.
Os motivos que levaram a tal conjuntura, segundo ele, são complexos e por isso é fundamental que sejam ressaltados e debatidos.
O “Café de Ideias” terá início às 19h30 no auditório Lygia Rassi, do Monumento aos Direitos Humanos no CCON. A entrada é franca.


Agende-se

 

O quê? - Palestra e debate
com Fernando Gabeira
Quando? - Segunda, 19, às 19h30
Onde? - Centro Cultural Oscar Niemeyer
Quanto? - Entrada franca


Música

 

Flauta em concerto

Também nesta segunda, 19, às 20h30, no Centro Cultural Goiânia Ouro (Rua 3, esquina com Rua 9, Centro), será realizado o espetáculo “Lindo Sonho Delirante” com o flautista Gilson Mundim.
Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia). O show contará com participação dos instrumentistas Genison Ponce, Sérgio Pato, Moca, Emídio Queiroz e Can Kambay. Informações: (62) 3524.2541.

 

 

Pela salvação dos mutantes

  • PDF

Leia mais...

 

Os super-heróis estão voltando com tudo nos últimos anos. Na próxima quinta, 22, quem retorna às telonas são os mutantes do X-Men com o filme X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.
A produção traz de volta o Professor Xavier, Magneto, Wolverine, Mística e outros personagens marcantes dos quadrinhos. É bom deixar claro que este longa tem relação com a trilogia lançada no começo dos anos 2000 e X-Men: Primeira Classe (2011).
No enredo, o futuro dos mutates não é nada agradável, como Xavier gostaria que fosse. Eles são caçados e mortos por robôs gigantes. Para se proteger, vivem escondidos.
Dentre os sobreviventes estão Wolverine, Tempestade, Kitty Pryde (Lince Negra, aquela que consegue atravessar objetos sólidos), Xavier e Magneto.
O grupo busca uma maneira de evitar que os mutantes sejam aniquilados. Eles, então, mandam a consciência de Wolverine para os anos de 1970. Lá, o herói das garras de adamantium ocupa seu corpo da época e procura os jovens Xavier e Magneto para que, juntos, impeçam o trágico futuro que os espera.
Eles ainda convencem outros mutantes para se unirem a eles, como o Fera e a misteriosa Mística. Mas ela pode estar intimamente ligada à chave do segredo para o início da perseguição do futuro.

Meio diferente
X-Men: Dias de um Futuro Esquecido é baseado em uma história em quadrinhos de mesmo nome, lançada em 1981.
Nas páginas, os mutantes são mantidos em campos de concentração e é Kitty Pryde quem entra em contato com sua consciência do passado. No cinema, porém, esse papel é de Wolverine.
A personagem Vampira, que não aparece nos gibis, tem sua ponta de participação no longa. Ela quase não apareceu, mas, de última hora, foi recolocada em uma regravação de cenas.
Alguns outros personagens, que aparecem nos impressos, também não aparecerão na versão audiovisual.

 

 
Banner
Voce esta aqui Escola