Tribuna do Planalto

Desde 1986 Fundador e Diretor-Presidente Sebastião Barbosa da Silva tribunadoplanalto.com.br
Ano 29 - Nº 1.454 Go­i­â­nia, 19 de outubro a 25 de outubro de 2014
 
Banner
escola

Escola

Qualificação profissional

  • PDF

Leia mais...Com o objetivo de oferecer cursos de qualificação e estágio remunerado para jovens de 16 a 24 anos, foi lançado no último dia 27 no auditório das Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa), o Projeto Jovem Aprendiz. A iniciativa é da Perboni Brasil, produtora e importadora de frutas finas, em parceria com o Senac, Sebrae, Superintendência Regional do Ministério do Trabalho, Ministério Público Federal e mais 20 empresas instaladas na Ceasa.

O objetivo do projeto é qualificar os jovens que já trabalham nas Centrais para o mercado de trabalho e incentivar o desempenho escolar. De acordo com Sedenir Fernandes, gestor da Perboni Brasil, a iniciativa, que beneficia primeiramente a sede goiana, será estendida às unidades de outros estados. “Espero também que esta ação sirva de exemplo para outras empresas. Além disso, apostamos nesta primeira turma e esperamos que esses jovens aproveitem esse projeto como uma oportunidade de um futuro melhor e de agregar excelência à Perboni. E isso depende de esforço e disciplina de cada um”, afirmou Fernandes.
Durante o lançamento do Programa, o diretor da Ceasa, Orlando Kumagai, parabenizou as empresas participantes do projeto e lembrou que algumas delas ainda estão com vagas abertas. Para ele, o objetivo principal é a formação do jovem e a sua absorção pelo mercado depois que deixar de ser aprendiz. “Para a Ceasa é fundamental qualificar mão de obra, preparar e dar oportunidade a esses jovens, pois, dessa forma, contribuímos para um ambiente mais produtivo e também obtemos resultado dos talentos que serão desenvolvidos aqui dentro”.
De acordo com a auditora fiscal do trabalho e representante do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, Katlem Lima, o objetivo de ações como a do Jovem Aprendiz é garantir oportunidades que respeitem o tempo e a necessidade de aprendizagem dos jovens. Além disso, que o projeto serve como estratégia para as empresas, na medida em que busca qualificar e investir nas potencialidades dos iniciantes. “Por isso apostamos nesses jovens, que serão frutos desse esforço e mobilização dos parceiros envolvidos no projeto, para que eles continuem estudando e investindo na sua qualificação”, frisou.

Capacitação
Para jovens de 16 a 18 anos, o Projeto Jovem Aprendiz oferece cursos na área administrativa. Já para a faixa etária entre 18 e 24 anos as ofertas são para técnica de vendas e reposição. Os cursos serão ministrados pelo Senac. Os jovens que integram o programa recebem material didático gratuito, curso de excel e espanhol, vale transporte, vale alimentação e bolsa auxílio. Também há possibilidade de ingresso no mercado de trabalho.
A capacitação terá aproximadamente 1.700 horas de aulas técnicas e a parte prática será vivenciada pelos estudantes dentro das próprias empresas da Ceasa. Cerca de 20 delas já aderiram ao programa, sendo que a Perboni deverá absorver o maior número de aprendizes. Ao final do curso, a expectativa é que os adolescentes consigam melhor colocação no mercado de trabalho, inclusive dentro da própria Ceasa.


Saiba mais...

 

Os interessados em participar do Jovem Aprendiz devem procurar a secretaria do Ceasa, em horário comercial, e preencher um formulário. Podem se inscrever jovens de 16 a 24 anos que estejam estudando nos turnos vespertino ou noturno. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (62) 3206-1181.

 

 

Arte contra o preconceito

  • PDF

Leia mais...A Cia de Teatro Gustav Ritter, que vem desenvolvendo há mais de três anos seu trabalho com a peça “Bullying - Aconteceu comigo”, parte agora para uma série de apresentações no interior de Goiás. A iniciativa do projeto partiu da necessidade de retratar o universo da diferença e indifereça Além de descrever o que é bullying, a produção também evidencia os sentimentos das vítimas de preconceito.

A peça já foi vista por mais de 10 mil pessoas, entre alunos de rede estadual, municipal e público em geral. A produção conta com o revezamento dos alunos e desde a estreia já passaram pelo elenco 50 jovens. O produtor e professor Edson Fernandes diz que o objetivo do projeto é conscientizar as pessoas de como o bullying é comum nas escolas. “O bullying trás sofrimento para as pessoas, principalmente crianças e adolescentes. A peça acontece no ambiente escolar e desperta nos alunos uma reflexão sobre o tema”, conta o professor.

Interior
O espetáculo, que já percorreu diversas escolas da rede estadual, municipal e particular de Goiânia,  segue agora para as cidades do interior. As próximas apresentações acontecem em Formosa, Planaltina, Cabeceiras e Goiás Velho.

Reconhecimento
O projeto, que comemo­rou sua cen­tésima apre­sentação no mês de agosto, recebeu do secretário de Cultura de Goiás, Aguinaldo Coelho, medalhas de honra ao mérito. As medalhas foram entregues em um café da manhã no Museu da Imagem e do Som de Goiás (MIS) no último dia 19.


 

 

 

FIGO 2014

  • PDF

Leia mais...O Festival Internacional de Música de Goiás - FIGO, hoje um dos maiores eventos de música erudita, jazz, blues e instrumental do Brasil, trará aos palcos goianos músicos de renome nacional e internacional. Realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult Goiás), o evento já se consolidou como um festival vitrine para as apresentações que mostram a força da música erudita em Goiás e no Brasil.
Este ano o FIGO passará por Goiânia, Pirenópolis e Alto Paraíso, na região da Chapada dos Veadeiros. Cada cidade recebe dois dias de shows, com uma programação especial. Na cidade de Alto Paraíso, os shows acontecem nos dias 12 e 13 de setembro; Pirenópolis, dias 19 e 20; Por último, em Goiânia, nos dias 26 e 27. Na capital, um dos destaques a se apresentar será Hermeto Pascoal,  compositor, arranjador e multi-instrumentista brasileiro. Além dele, o Festival terá 33 atrações, com nomes do cenário nacional e internacional, além de 12 atrações goianas.
Nesta edição, o FIGO terá o músico goiano Ricardo Leão como o grande homenageado. O artista é um dos mais atuantes da cena musical brasileira, é pianista, produtor musical, compositor e arranjador.


Cinema

Goiânia Mostra Curtas

O 14º festival Goiânia Mostra Curtas, um dos mais consolidados do país, está com inscrições abertas para cinco oficinas gratuitas. São elas: Séries de TV; Assistência de Direção; Construção de Personagem; Introdução a Elaboração e Apresentação de Projetos para TV; e Oficina Cineastas Indígenas para Jovens e Crianças. O prazo para inscrições vai até o dia 15 de setembro e podem ser feitas através do site www.goianiamostracurtas.com.br. O festival será realizado  de 07 a 12 de outubro no Teatro Goiânia.


Saiba mais...

Programação do FIGO em Goiânia:

Sexta-feira, 26
19h30 – Bake Batuke
20h30 – Fabiano Chagas Quiteto
21h30 – Escalandrum
22h30 – Hermeto Pascoal

Sábado
19h30 – Maracatu Alto do Riviera
20h30 – Assum Trio
21h30 – Ricardo Leão
22h30 – Siba e a Fuloresta

Domingo
11h – Orquestra Filarmônica de Goiás

 

As queimadas

  • PDF

Leia mais...A maioria das queimadas ocorre com mais frequência durante a estiagem. Mas a maior parte dos incêndios na natureza ocorre por falta de atenção e consciência dos proprietários rurais, quando colocam fogo nos canaviais e ele logo se alastra mata adentro, o que dificulta o trabalho dos bombeiros. Sem contar os prejuízos à natureza.
Na maioria das vezes, espécies em extinção morrem durante as queimadas, que queimam as árvores nativas ou até mesmo centenárias. Várias espécies de animais ficam sem abrigo, por isso invadem cidades e acabam morrendo atropelados nas ruas e estradas. Em nosso Cerrado, o ninho de araras azuis, por exemplo, são destruídos com o fogo que consome todas as árvores.
O meio ambiente precisa ser preservado por todos nós. E, para evitar que a fauna e a flora sofram com as queimadas, algumas dicas são importantes e devem ser seguidas por cada cidadão: nas rodovias, evite jogar papel, plástico, garrafas, vidros. A luz solar em contato com vidro e outros materiais pode ocasionar chamas. Também não jogue cigarros pela janela do carro.
Quando você ver ou ouvir falar de um animal silvestre em perímetro urbano pode ter certeza de que o habitat dele foi destruído. Não o machuque e nem tente levá-lo para casa, chame o IBANA, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente. Se no seu município não possui este órgão, chame a polícia, eles saberão o que fazer e para onde deve ser levado o animal.
Também é importante não colocar fogo em folhas secas, armazene o lixo em sacos plásticos apropriados e aguarde a hora da coleta para colocá-los previamente na rua, amarrados, evitando a desordem.
Quando alguém for colocar fogo em algum lugar há de lembrar que ele não está sozinho, seja na cidade ou no campo, a fumaça provoca problemas respiratórios e também dificulta a visibilidade nas estradas, podendo provocar graves acidentes.
Quanto às queimadas em propriedades rurais, antes de qualquer coisa é necessário fazer o aceiro, que é a capina ao redor da área que será queimada, isso vai evitar que o fogo se alastre por outros locais, mantendo sempre a distância de toda a mata nativa e das nascentes de rios e córregos.
Rosa Maria de Freitas é moradora da cidade de Goiatuba, trabalha com reciclagem, e  parou de estudar ainda no Ensino Fundamental. Rosa têm três filhos no Ensino Médio  no Colégio Estadual Orcalino Fernandes Evangelista. Rosa escreveu este artigo e encaminhou à professora Patrícia Barros, que leciona na instituição. Tocada pela qualidade textual e empenho da mãe dos alunos em escrever o texto, a educadora decidiu encaminhá-lo para  o Escola.

 
Banner
Voce esta aqui Escola