skip to Main Content

Antônio Gomide seria eleito no primeiro turno em Anápolis, revela Paraná Pesquisas

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas/Portal 6 mostra petista com 43,5% das intenções de voto


Avatar Por Redação Tribuna do Planalto em 08/02/2024 - 11:03

Deputado estadual Antônio Gomide, do PT

O deputado estadual Antônio Gomide, do PT, seria eleito prefeito de Anápolis no primeiro turno caso as eleições fossem realizadas hoje. É o que mostra pesquisa do Instituto Paraná, divulgada hoje. Ele aparece com 43,5% das intenções de voto, quase o triplo do segundo colocado, o ex-deputado federal Major Vitor Hugo (PL), com 14,9%. O deputado federal Márcio Corrêa (MDB) aparece encostado no liberal, com 13,4%. A pesquisa foi encomendada pelo site Portal 6, de Anápolis, e é a segunda rodada.

No cenário que considera a presença de Major Vitor Hugo (PL) na disputa, Gomide salta de 40,3% no primeiro levantamento, realizado em agosto, para 43,5% em fevereiro. O ex-deputado federal bolsonarista, que antes tinha 19,9%, caiu para 14,9% nesta nova sondagem, informa o Portal 6. Na sequência, em empate técnico no segundo lugar, crescendo quatro pontos percentuais, está Márcio Corrêa (MDB) com 13,4%.

Ele é seguido por Leandro Ribeiro (PP), que oscilou de 9,2% para 5,5% e aparece em empate técnico com Pedro Sahium (PDT), que surge com 4,9%. O ex-prefeito anunciou há poucos meses a intenção de concorrer ao cargo neste pleito e por isso não apareceu na primeira rodada. Também em empate técnico com Leandro e Sahium aparece o atual vice-prefeito Márcio Cândido (PSD), com 4%.

Outros pré-candidatos que anunciaram recentemente o desejo em entrar na disputa também foram apresentados aos entrevistados. São eles: Hélio Lopes (PSDB), Kim Abrahão (Novo) e Eugênio Lourenço Dias (PSOL) em substituição ao Professor Edergênio por motivos acadêmicos.

Contratada pelo Portal 6, a Paraná Pesquisas foi às ruas de Anápolis entre os dias 2 e 7 de fevereiro e ouviu pessoalmente em todas as regiões da cidade um total de 800 eleitores acima de 16 anos. Essa amostragem permite que o índice de confiança do levantamento seja de 95% e a margem de erro 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número GO-00673/2024.