skip to Main Content

Startup troca produtividade por folgas semanais

Por Redação Tribuna do Planalto - 29/04/2022

Da redação

Com a mudança que a pandemia trouxe no mercado de trabalho está cada vez mais comum os líderes de empresas procurarem profissionais que tenham autogestão e saibam trabalhar por entrega – sem precisar ficar cumprindo oito horas de trabalho por dia. Essa é uma tendência que veio de fora e está chegando no Brasil. Para se ter uma ideia, colaboradores belgas tiveram a oportunidade de realizar uma semana de trabalho no período de quatro dias, ao invés de cinco, sem alterar o salário, com o intuito principal de quebrar o modelo de trabalho engessado no país.

De olho neste cenário, a startup Dialog.ci, responsável por desenvolver uma plataforma online de comunicação interna e RH, que funciona como um hub para o colaborador que ajuda a melhorar o engajamento dentro das empresas, criou o REST!, um desafio gamificado, com o objetivo de trazer o equilíbrio entre a vida pessoal e a vida profissional, garantindo a produtividade e entrega das equipes. Com isso, torna-se um benefício mais atrativo para novos colaboradores, além de retenção de talentos. “O REST! surgiu de uma ideia do nosso CTO, acompanhando o projeto ‘four days week’. Como não é cultural no Brasil, pensamos em fazer alguns ajustes, gamificando e colocando fases”, explica Nayra Cattarin, Head of People do Dialog.

Como funciona o game?

O programa foi desenvolvido em fases, e cada uma possui OKR’s – uma metodologia de rastreamento de objetivos e resultados. Atingindo os objetivos, o colaborador tem direito ao descanso semanal. “Na primeira fase, um dia de descanso no mês, segunda fase, dois dias, na terceira, três dias. E, na última, é a conquista do benefício em si, de um dia de descanso semanal – cada colaborador escolhe o dia da semana a folgar”, conta.

Ela ainda explica que, para tirar as folgas, é preciso realizar um rodízio, pois em algumas áreas não é possível que todos os colaboradores tirem ao mesmo tempo – já que o Dialog oferece suporte ao cliente. “Essas áreas organizam sistema de escala ou até mesmo sorteio. Os colaboradores que decidem a melhor forma de se organizarem”, complementa.

O Dialog acredita na boa saúde mental para um bom desempenho. “Entendemos que não é necessário contar horas trabalhadas ou até mesmo bater ponto. Trabalhamos por produtividade em equipe e queremos oferecer ainda outros benefícios relacionados à saúde. É um incentivo, aumenta o engajamento e produtividade, além da motivação. Isso deixa mais forte ainda a cultura Dialog e o colaborador se sente parte disso tudo. Sim, todos os colaboradores são elegíveis. Atualmente contamos com 66 Dialogers”, explica Nayra.

De acordo com o Líder de Desenvolvimento, João Paulo Barreto Nogueira, o REST! chegou como uma inovação baseada em exemplos de empresas de fora do país. “Conforme nos aprofundamos no tema, vimos que é um movimento ainda muito embrionário aqui no Brasil, então o Dialog começar a se mexer em relação a isso foi bem empolgante, estamos sendo pioneiros no Brasil, é legal fazer parte disso”, conta o participante.

“Sem dúvidas é um incentivo na hora de trabalhar, e a forma como foi implementado, deixou um ar de ‘gamificação’ da conquista do benefício que é um motivador a mais. Foi bem interessante acompanhar a expectativa do time, ver as pessoas ficando empolgadas com os dias off, falando de planos do que fazer, como aproveitar, foi também bem animador”, complementa.

Back To Top