skip to Main Content

Alego Mostra Arte traz exposição sobre momentos da vida pública e privada de Iris Rezende Machado

Iris dedicou mais de 60, dos seus 87 anos, à vida pública. A exposição fica aberta à visitação pública até o dia 31 de agosto

Por Redação Tribuna do Planalto - 03/08/2022

Exposição Iris: uma história de amor por Goiás. Foto: Carlos Costa

A nova sede do Poder Legislativo, recebe a exposição “Iris: uma história de amor por Goiás”, que mostra a vida do ex-deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Iris Rezende Machado. Depois de 59 anos de Iris Rezende Machado chegar à Assembleia Legislativa, como o deputado estadual mais bem votado até então, o Palácio Maguito Vilela. O homem, que dedicou mais de 60, dos seus 87 anos, à vida pública, foi ainda senador da República, prefeito de Goiânia, ministro da Agricultura e da Justiça e ex-governador de Goiás.

Os painéis e flâmulas suspensas expostas nas floreiras do bloco C, no andar térreo do Palácio Maguito Vilela mesclam momentos da vida pública e privada do ex-governador e pertencem a vários acervos, como da Organização Jaime Câmara, do jornal Diário da Manhã, da própria família e, ainda, do livro “Iris Rezende Machado – de líder estudantil a governador”, da jornalista Cileide Alves.

A primeira foto mostra o ainda garoto Iris Rezende, aos 7 anos de idade, na sua cidade natal, Cristianópolis. Em seguida, seguem diversas imagens da vida pessoal do político e também de momentos marcantes da história do estado e até de nosso país, como as fotografias do comício das Diretas Já, realizado em 1984, em Goiânia. Foi a primeira grande mobilização pedindo a realização de eleições diretas para presidente, ainda no período da ditadura militar e reuniu uma verdadeira multidão no centro de Goiânia. As fotografias mostram Iris ao lado de lideranças nacionais, como Tancredo Neves e Ulisses Guimarães.

A exposição traz, ainda, imagens de Iris Rezende líder estudantil, do “santinho” da primeira campanha, que o elegeu vereador em Goiânia, no ano de 1958, com o slogan “Iris eleito, povo satisfeito”, do casamento com a esposa “xará” Iris de Araújo, da posse como prefeito eleito mais jovem do Brasil, em 1964 e do parque Mutirama, uma das grandes obras dessa primeira gestão, que ele não pôde inaugurar, porque foi cassado pela ditadura.

Em ordem cronológica, a mostra vai contando a vida de um dos maiores líderes políticos de Goiás, até sua despedida, em 2021, que é narrada, em texto de forma poética: “E lá se foi o nosso homem dos mutirões… mover os céus, mobilizar anjos e convocá-los a madrugar no trabalho coletivo de cuidar e proteger nossa gente goiana. Goiás encerra um ciclo em sua história política e administrativa, mas sua memória seguirá viva no coração do povo a quem tanto amou”. E muitas imagens mostram Iris Rezende de forma emblemática, que marcou sua trajetória política: no meio do povo, sendo abraçado, ovacionado e, até, carregado pelas pessoas.

Inaugurada em janeiro de 2022, no Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica, a mostra chega à Assembleia como parte do projeto Alego Mostra Arte. Essa é segunda exposição realizada na nova sede. Segundo o diretor de informação e divulgação da Presidência da Alego, Leonardo Razuk, as exposições promovidas na Casa têm o caráter de valorizar, divulgar e fomentar a produção artística de Goiás, além de ser uma forma de contribuir para a democratização da cultura, de facilitar o acesso a bens culturais e de ressaltar e valorizar a produção artística goiana.

Para o vice-presidente da Alego, o emedebista Henrique Arantes, a homenagem é mais que merecida, já que Iris Rezende é sem dúvidas um dos maiores expoentes da política goiana. “Um líder nato que apoiou o desenvolvimento social da nossa população, levando sempre esperança por onde passava. Foi certamente um grande conselheiro, um excelente articulador, honesto, dedicado e fiel às suas convicções. Homenagear Iris Rezende é o mesmo que evidenciar seus feitos, reforçando em nós a lembrança de que estivemos em contato com um homem a frente de seu tempo”, afirmou.

Para o deputado Max Menezes (PSD), que foi companheiro de partido de Iris Rezende por vários anos, a exposição resgata a história do ex-governador, que é uma grande referência para várias gerações de políticos de Goiás e do Brasil. Além disso, ensinou que política se faz, especialmente, buscando o bem comum e o atendimento ao cidadão. “Eu que faço parte de uma geração mais nova de pessoas que ocupam cargos públicos, tenho em Iris Rezende uma das maiores referências de trabalho, de humildade e, principalmente, de serviço. Ele construiu a história dele através do que eu mais admiro, que é servir as pessoas”, resumiu Menezes.

A exposição “Iris: uma história de amor por Goiás” fica aberta à visitação pública até o dia 31 de agosto durante o horário de funcionamento da Alego, das 7h às 19h.

Back To Top