skip to Main Content

Goiânia: PC apura irregularidades e suspeita de corrupção na Seinfra

A operação cumpre 19 mandados de busca e apreensão em diversos locais


Avatar Por Redação Tribuna do Planalto em 05/06/2024 - 08:33

Secretaria de Infraestrutura de Goiânia alvo de ação da Polícia Civil (Foto: Divulgação - PC)

A Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (DECCOR), deflagrou nesta quarta-feira (5) a Operação Transata, visando desarticular um esquema de fraude em licitações, corrupção e lavagem de dinheiro na Prefeitura de Goiânia. 

A operação cumpre 19 mandados de busca e apreensão em diversos locais, incluindo a sede da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra), empresas e residências de investigados. Entre os alvos, estão servidores públicos municipais, sócios e funcionários de empresas suspeitas de envolvimento no esquema.

A Seinfra é chefiada por Denes Pereira (Solidariedade), um dos principais aliados políticos de Rogério Cruz.

A Justiça também determinou o afastamento do sigilo bancário e fiscal de todos os investigados, além da suspensão de sete contratos firmados entre a Prefeitura e as empresas sob suspeita.

Os crimes investigados incluem fraude em licitações e contratos, corrupção ativa e passiva, constituição de organização criminosa e lavagem de dinheiro. A PCGO não divulgou detalhes sobre os valores envolvidos no esquema, mas a expectativa é que a operação tenha desdobramentos nos próximos dias.

Por meio de nota, a Prefeitura e a Seinfra ressaltaram que colaboram com as investigações da Polícia Civil e vai aguardar os desdobramentos da operação. Veja a nota na íntegra:

A Prefeitura de Goiânia informa que colabora integralmente com a Polícia Civil e aguarda os desdobramentos das investigações da operação. A administração contribui com o acesso das equipes policiais aos locais visitados para a coleta de equipamentos ou documentos e reúne informações sobre o objeto das investigações para prestar todos os esclarecimentos com transparência.