skip to Main Content

Goiás atinge patamar de 67% de crianças alfabetizadas

Estado avaliou 87% dos alunos das redes públicas. Três municípios goianos registraram 100% de estudantes do 2º ano do ensino fundamental alfabetizados


Avatar Por Redação Tribuna do Planalto em 16/06/2024 - 10:31

Estado avaliou 87% dos alunos das redes públicas, três municípios registraram 100% de alfabetização no 2º ano do ensino fundamental (Foto: Reprodução/Semed)

Em 2023, 67% das crianças das redes públicas goianas alcançaram o nível de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para o 2º ano do ensino fundamental. Os dados foram apresentados no 1º Relatório de Resultados do Indicador Criança Alfabetizada. Este foi divulgado no dia 28 de maio, pelo Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana, em reunião com o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e com governadores no Palácio do Planalto.   

A referência de alfabetização estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para todos os estados e o Distrito Federal no ano passado, por meio do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, era retomar o patamar de 2019. Com o resultado apresentado, Goiás superou a meta. O novo indicador do estado é 28 pontos percentuais (p.p.) maior do que o desempenho apresentado no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021, além de estar 4 p.p. acima da avaliação de 2019 (63%).    

O Indicador Criança Alfabetizada pode ser calculado a partir do alinhamento nacional dos dados apurados pelas avaliações aplicadas pelos estados em 2023. Em Goiás, a avaliação contou com a participação de 87% dos alunos das redes públicas goianas. O estado utilizou sistema próprio de avaliação, o Sistema de Avaliação Educacional do Estado de Goiás (Saego), com matrizes de provas alinhadas ao Saeb 2º ano.  

Os resultados das redes municipais indicam que, dos 245 municípios goianos avaliados, 14 alcançaram percentual superior a 95% de alunos alfabetizados. Desses, Diorama, Jesúpolis e Morro Agudo de Goiás atingiram 100% de alfabetização. 

Metas 

Para os próximos anos, o MEC estabeleceu metas progressivas nacionais de alfabetização dos estudantes da rede pública, seguindo o padrão nacional de desempenho da criança alfabetizada. Esse padrão foi estabelecido em 743 pontos na escala do Saeb pela Pesquisa Alfabetiza Brasil, conduzida pelo Inep em 2023 para determinar o ponto de corte que indica a alfabetização de uma criança ao final do 2º ano do ensino fundamental. [JF2] A expectativa é que, em 2030, todas as crianças estejam alfabetizadas nas redes públicas brasileiras, o que equivale a superar 80% de alunos alfabetizados nas avaliações. 

Metas de alfabetização para o Goiás nos próximos anos.
 

Criança Alfabetizada 

O inédito alinhamento dos sistemas de avaliação dos estados e do Distrito Federal ao Saeb é fruto do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, lançado pelo MEC em 2023. O foco da política é assegurar que todos os estudantes brasileiros estejam alfabetizados ao final do 2º ano do ensino fundamental, além de recompor as aprendizagens, com ênfase na alfabetização de todas as crianças matriculadas no 3º, 4º e 5º ano afetadas pela pandemia.    

O Compromisso teve adesão de 100% dos municípios de Goiás, que recebeu do MEC o investimento de R$ 33 milhões. Além do alinhamento do Sistema de Avaliação, a estrutura do Compromisso envolve diversas iniciativas atribuídas ao ente federado:  

  • Política de alfabetização – Ao aderirem ao Compromisso, as redes estaduais precisam elaborar sua política de alfabetização em regime de colaboração com seus municípios. No caso de Goiás, foi mantida a política já existente no estado, o AlfaMais Goiás. Para apoiá-lo, o MEC já investiu R$ 1,7 milhão em bolsas para a Rede de Articulação da Gestão, Formação e Mobilização da política no território, que conta com 246 articuladores municipais, 120 regionais e 2 estaduais.  
  • Comitês estratégicos – Outra iniciativa necessária é a instituição, por parte das redes estaduais, dos Comitês Estratégicos Estaduais. A finalidade é a coordenação de estratégias locais em prol da alfabetização, que Goiás já instituiu.      
  • Formação de professores e gestores – Quanto à formação de professores e gestores em Goiás, o MEC já investiu R$ 16,5 milhões, com o intuito de alcançar 4.266 profissionais. A formação para os professores da educação infantil é feita por sistema próprio do estado. 
  • Infraestrutura – No que diz respeito à infraestrutura física e pedagógica, o MEC investiu, em Goiás, R$ 5,4 milhões para a criação de 4.452 Cantinhos da Leitura em salas de 1º e 2º ano, além de outros R$ 8,8 milhões para os materiais complementares de apoio à alfabetização, sendo 17.163 materiais voltados aos docentes; e 421.294, aos estudantes.     
  • Boas práticas – O estado já instituiu e implementou mecanismo estadual de reconhecimento e incentivo de boas práticas de alfabetização.