skip to Main Content

Alego recebe imprensa e realiza primeira sessão ordinária do ano

Por Redação - 04/03/2022

Foto: Ruber Couto

As portas da nova sede da Assembleia Legislativa de Goiás, o Palácio Maguito Vilela, foram abertas para a sociedade goiana, nesta quinta-feira, 3. Um pouco antes do início oficial dos trabalhos do ano, representantes de dezenas de veículos de comunicação, da Capital e do interior, participaram de um café da tarde. Em seguida, o presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), Humberto Aidar (MDB), realizou a primeira reunião ordinária do colegiado. Posteriormente, o chefe do Legislativo goiano, Lissauer Vieira (PSB), conduziu os trabalhos da primeira sessão ordinária do quarto período legislativo da 19ª Legislatura, que contou com a presença de mais 37 deputados no plenário da Casa e de diversos visitantes nas galerias do local.

Em seu primeiro discurso na tribuna do novo prédio da Alego, Lissauer disse considerar o momento “histórico”. Ao falar sobre a mudança para a nova sede, o presidente destacou que alcançar esse sonho só se tornou possível graças ao esforço de todos. “Poder contemplar a primeira sessão nesta Casa é algo que me deixa extremamente feliz e honrado. Acompanhei todos os passos desde a retomada dessa obra, em fevereiro de 2019. Nesses três anos, passamos por dois anos de pandemia. Tivemos muitas dificuldades. Mas tudo isso nos trouxe a oportunidade de estarmos aqui hoje. Por isso, quero dividir esse momento com todos vocês”.

Também na tribuna, Humberto Aidar enalteceu a estrutura do Palácio Maguito Vilela. Após cumprimentar os ex-presidentes da Alego pela contribuição para que o novo espaço se tornasse realidade, o parlamentar sugeriu que o novo auditório da Casa leve o nome de Carlos Vieira, pai do atual presidente, deputado Lissauer Vieira (PSB), que morreu no último dia 21.

Ao longo do dia, vários parlamentares celebraram a conquista do novo prédio e a retomada dos trabalhos plenários. “Acho que para todos nós, deputados e servidores, é um momento de muita alegria por estarmos em um prédio novo”, disse Thiago Albernaz. O parlamentar lembrou que tudo foi pensado para otimizar os processos de gestão e segurança da informação, aprimorar o atendimento à população e, ao mesmo tempo, reduzir custos e gerar economia. “Investimentos necessários e que trarão excelentes resultados para a Alego”.

“A nova sede da Casa é uma grande conquista, não só para a Assembleia Legislativa, mas, sobretudo, para toda a sociedade, que passa a ter mais um patrimônio, não só de grande beleza estética, mas, principalmente, de funcionalidade, de acessibilidade e de dignidade. A população agora poderá ser recebida com mais infraestrutura para dialogar e acompanhar o trabalho de seus representantes”, frisou a deputada Delegada Adriana Accorsi (PT).

A construção da nova sede começou em 2005 e foi paralisada por três vezes, a última delas em 2015, permanecendo paralisada por aproximadamente quatro anos. As obras foram retomadas em 2019, na atual gestão. Em fevereiro de 2019, a ordem de serviço para a retomada foi assinada, dando início à execução de novo contrato. A partir de então, a obra seguiu em ritmo acelerado para a conclusão em 2022, 17 anos após o seu início e três anos desde a sua retomada.

Conhecendo as dependências da nova sede

Representantes de dezenas de veículos de comunicação, da Capital e do interior, foram recepcionados com um lanche da tarde, no saguão da Casa, pelo presidente Lissauer Vieira, que, em seguida, fez um tour guiado para mostrar o local. A primeira parada foi no gabinete do deputado Charles Bento (PRTB), que é padronizado. Na sequência, foi apresentado o gabinete do deputado Álvaro Guimarães (União Brasil), um modelo diferente, por fazer parte da Mesa Diretora. O tour continuou pelo salão nobre, seguindo pela sala da presidência e finalizado no plenário.

Antes da visitação, Lissauer disse, em discurso direcionado aos jornalistas, repórteres fotográficos e editores que vieram prestigiar a nova sede, que hoje é um “dia histórico para o Poder Legislativo estadual” e “um legado da 19ª Legislatura”. “Muitos de nós, deputados, não estaremos aqui no futuro, mas todos podem se sentir orgulhosos em compartilhar esse momento. Isso é um sonho realizado, que foi sonhado por muitos”, comemorou.

O diretor de Comunicação da Alego, André Furquim, frisou que, agora, os veículos de comunicação contam com um espaço mais amplo e moderno para cobrir o dia a dia do Parlamento estadual. De acordo com ele, a Diretoria de Comunicação continuará se empenhando para garantir à imprensa e à sociedade em geral transparência e acesso à informação, essenciais para a consolidação do regime democrático e para a boa gestão pública.

Os convidados também puderam conferir a exposição “Alego, 187 anos de Goiás”. Com o apoio do Museu da Imagem e do Som (MIS/Secult) e em parceria com o Instituto Histórico e Geográfico de Goiás (IHGG), a mostra reúne imagens e documentos sobre a trajetória do Legislativo estadual, trajetória essa que começa a ser desenhada a partir de uma lei, aprovada durante o Império, que alterou a Constituição brasileira e demarcou o nascimento das atuais assembleias.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top