skip to Main Content

Goiás atinge maior redução de analfabetismo do país

Resultado reflete ações do programa Goiás Social, com destaque para o programa Alfabetização e Família, que já beneficiou milhares de goianos


Avatar Por Redação Tribuna do Planalto em 29/03/2024 - 17:17

Goiás registrou a maior queda na taxa de analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais em todo o Brasil nos últimos oito anos, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Enquanto a média nacional foi de uma redução de 19,4%, Goiás alcançou uma diminuição significativa de 32,2%, passando de 5,9% para 4%.

Esse resultado é atribuído em grande parte ao trabalho do programa Goiás Social, especialmente ao programa Alfabetização e Família, iniciado em 2019. Sob a coordenação da primeira-dama Gracinha Caiado, o programa tem como objetivo principal aumentar a escolarização de jovens, adultos e idosos em todo o estado.

Em sua quarta etapa, o programa pretende atender até 6 mil alunos em todo o estado, oferecendo turmas de alfabetização em parceria com a Secretaria de Estado da Educação e o Gabinete de Políticas Sociais. As primeiras 40 turmas já estão em andamento desde o início do mês de março, proporcionando a oportunidade de aprendizado fundamental para milhares de goianos.

A redução mais significativa do analfabetismo foi observada entre pessoas com mais de 60 anos, com uma diminuição de 10,2 pontos percentuais, passando de 24,4% em 2016 para 14,2% em 2023. Além disso, destacou-se a redução entre pessoas de cor preta ou parda, com uma queda de 34,3%, enquanto entre pessoas de cor branca a redução foi de 24,4%. Quanto ao gênero, tanto homens quanto mulheres apresentaram uma redução semelhante, com quedas de 32,3% e 32,1%, respectivamente.

Crianças
Goiás também incentiva a alfabetização de crianças por meio do programa AlfaMais Goiás, desenvolvido em regime de colaboração entre estado e municípios, com foco em assegurar que os menores saibam ler e escrever até o segundo ano do ensino fundamental. A iniciativa atende aproximadamente 300 mil estudantes nos 246 municípios goianos e recebeu cerca de R$ 60 milhões em recursos.