skip to Main Content

PSB aguarda diretório nacional para deliberar apoio em Goiânia

Socialistas estão na base do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT)


Avatar Por Redação Tribuna do Planalto em 20/05/2024 - 09:00

PSB faz parte de bloco liderado por Bruno Peixoto, que tende a apoiar Sandro Mabel (Foto: Divulgação)

Dentro do bloco articulado pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Bruno Peixoto, o PSB aguarda deliberação do diretório nacional da legenda para bater o martelo sobre o apoio durante as eleições, em 2024. O presidente municipal da sigla, Vinicius Cirqueira, deixa claro sua disposição em seguir com o grupo.

Além do PSB, o Agir, PRD, Avante e mais recentemente, o PMB tomam decisões de forma colegiada. O grupo já deliberou que vai caminhar com o presidente da Federação da Indústria de Goiás (Fieg), Sandro Mabel (União Brasil), pré-candidato da base do governador Ronaldo Caiado (União Brasil).  O acordo, contudo, depende da indicação do vice pelo colegiado. O MDB também está de olho na posição.

Destarte, o diretório nacional do partido tem predileção que a legenda apoie a deputada federal Adriana Accorsi (PT), na disputa rumo ao Paço Municipal, nas eleições deste ano. Ambas as legendas caminham juntas nacionalmente. O PSB, inclusive, tem o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, caminhando lado-a-lado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Presidente municipal da legenda, Vinicius Cirqueira já disse à Tribuna do Planalto que não há dificuldades em conversar com qualquer um dos pré-candidatos e o que deseja é evitar o avanço da extrema-direita na capital. A definição, contudo, deverá demorar algumas semanas para ser tomada.