skip to Main Content

Governo vai começar a descontingenciar agora e mais R$8 bi virão depois, diz Guedes

Por Redação - 18/09/2019

O governo irá iniciar o desbloqueio de despesas do Orçamento, afirmou na noite de terça-feira (17) o ministro da Economia, Paulo Guedes, citando o descontingenciamento de até 14 bilhões de reais num primeiro momento e mais oito bilhões de reais depois. “Começamos a descontingenciar agora. Já vêm aí 12, 13, 14 bilhões. Deve vir mais, uns oito (bilhões) à frente”, afirmou ele na abertura do Fórum Nacional do Comércio em Brasília.

O governo do presidente Jair Bolsonaro deverá anunciar no fim desta semana um desbloqueio de 12 bilhões de reais em despesas discricionárias, aliviando o atual aperto sobre a máquina pública. A liberação será possibilitada por uma arrecadação melhor que a esperada nos meses de julho e agosto, além do recebimento de dividendos de bancos públicos. O desbloqueio também contemplará 2,66 bilhões de reais recuperados da Petrobras a partir da Operação Lava-Jato.

Guedes avaliou, durante o evento, que a permissão para saques do FGTS representará “empurrãozinho” na economia e indicou que há outras iniciativas no pipeline, incluindo “juros mais baixos”.

“Nós vamos trabalhar os quatro anos, se presidente for reeleito oito anos, nessa direção (das reformas e ajustes). Não vamos prometer milagre, o crescimento virá naturalmente”, disse. Ele afirmou que o primeiro ano de governo sempre é mais difícil, mas que o ritmo de crescimento de 2020 poderá ser o dobro deste ano.  “terceiro ano já decola e no quarto ano está voando, é voo de cruzeiro”, acrescentou.

O plano da equipe vai em direção contrária do que foi feito na Argentina. Sobre o país vizinho, Guedes disse ainda que “quem fez confusão está voltando”, em referência às eleições presidenciais que acontecerão em outubro no país.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top